Menina

A nossa cidade, Menina

É como uma ponte

Conectando nós dois

Na maior parte do tempo, estamos distantes

À deriva, sobre águas turbulentas

Mas basta uma faísca de desejo pro sol sair

E nós nos encontrarmos

Mesmo que em nossas mentes

Atravessando a ponte, cruzando as águas

 

Da mesma forma que me pergunto o que seria de mim sem o mim

Só deus sabe o que seria de mim sem você…

Ainda existiria uma ponte?

Iriam as águas se acalmarem?

 

Ainda estou indeciso, sobre qual monte escalar…

Só pra gritar o seu nome, Menina.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s